[TRECHOS] Harry Potter e a Pedra Filosofal + comentários

tumblr_nrwv836r6d1uv3eq6o1_5001
Imagem retirada do site http://audreylynnillustrationhp.tumblr.com/

– Uma carta? – Repetiu a professora com a voz fraca. – Francamente, Dumbledore, você acha que pode explicar tudo isso em uma carta? Essas pessoas jamais vão entendê-lo! Ele vai ser famoso, uma lenda. Eu não me surpreenderia se o dia de hoje ficasse conhecido no futuro como o dia de Harry Potter. Vão escrever livros sobre Harry. Todas as crianças no nosso mundo vão conhecer o nome dele! (página 17)

Essa passagem aqui foi escolhida por uma amiga que está de participação especial no post, e eu concordo em número, gênero e grau com ela (e com a Minerva rs) Obrigada, May!

Quando a cobra passou rápido por ele, Harry poderia jurar que uma voz baixa e sibilante tinha dito: “Brasil, aqui vou eu… Obrigada, amigo.” (página 29)

Me lembro bem que essa foi uma das minhas partes favoritas do livro quando eu era mais nova, logo que comecei a saga. Simplesmente pelo fato de conter a palavra “Brasil”. Mas, Giovanna, se é só por isso, por que resolveu citar nesse post? Simplesmente porque, hoje em dia, eu encaro essa frase como uma das primeiras demonstrações da genialidade da J.K Rowling… A mulher realmente pensou em tudo, não é mesmo? E depois me perguntam por que eu gosto tanto dessa série…

– Ah, vão tomar banho, vocês dois – disse Hagrid – Harry, você é um bruxo. (página 48)

Gente, pára tudo. Tu-do! O Hagrid não transmite, simplesmente, tudo que a gente sempre quis falar para a família Dursley nessa frase? Eu ri da primeira vez que eu a li, rio hoje e acho que vou rir pra sempre! Talvez eu mudaria a palavra “banho” por outra de duas letras e não muito educada, mas, bem, ninguém é perfeito. Hagrid, você é demais!

Harry apanhou a varinha. Sentiu um repentino calor nos dedos. Ergueu a varinha acima da cabeça, baixou-a cortando o ar empoeirado com um zunido, e uma torrente de faíscas douradas e vermelhas saíram da ponta como um fogo de artifício, atirando fagulhas luminosas que dançavam nas paredes. Hagrid gritou entusiasmado (…) (página 77)

Bem, preciso dizer qualquer coisa? Aí é que tudo começou e quem é que consegue ficar sem sorrir ou sem se arrepiar só de ler essa passagem?

– Eu não sou Fred, sou Jorge – retrucou o menino. – Francamente, mulher, você diz que é nossa mãe? Não consegue ver que sou o Jorge? (página 83)

Quero dizer, CERTO???????? Um clássico.

– O nome dele é Perebas e ele é inútil (…) (página 90)

Essa é provavelmente a coisa mais correta que eu já li na minha vida, por motivos óbvios.

– E se eu agitar minha varinha e nada acontecer?
– Jogue a varinha fora e meta-lhe um soco na cara – sugeriu Rony. (página 135)

Como não amar Harry sendo gente como a gente, amedrontado e assustado, e Rony sendo a melhor pessoa (e o melhor amigo) que alguém poderia encontrar?

Mas daquele momento em diante, Hermione Granger tornou-se amiga dos dois. Há coisas que não se pode fazer junto sem acabar gostando um do outro, e derrubar um trasgo montanhês de quase quatro metros de altura é uma dessas coisas. (página 156)

*suspiros e mais suspiros* E o trio legendário e mais amado do mundo se formou. Justificável estar nessa lista, não é mesmo?

(…) Não faz bem viver sonhando e se esquecer de viver, lembre-se.

Dumbledore criou uma das frases que, até hoje, eu coloco em bilhetinhos e espalho pelo quarto. Afinal, ele tinha razão.

Harry não imaginava como; no entanto, por vezes tinha a horrível sensação de que Snape podia ler pensamentos. (página 191)

Oh, pequeno e inocente Harry, você realmente não faz ideia do que te espera no futuro.

A boca de Hermione estremeceu e ela correu de repente para Harry e o abraçou.
– Hermione!
– Harry, você é um grande bruxo, sabe?
– Não sou tão bom quanto você – disse Harry, muito sem graça, quando ela o largou.
– Eu! Livros! E inteligência! Há coisas mais importantes, amizade e bravura e, ah, Harry, tenha cuidado! (página 245)

Outra das passagens escolhidas pela May. Não está no meu top 10, mas continua sendo uma das melhores partes do livro. Como não amar esses dois? Obrigada por me lembrar desse trecho, May!!

(…) Afinal, para a mente bem estruturada, a morte é apenas a grande aventura seguinte. (página 253)

Alguém mais se arrepiou?

– A verdade – suspirou Dumbledore – é uma coisa bela e terrível, e portanto deve ser tratada com grande cautela. (página 254)

Impossível não admirar a inteligência desse homem, não é mesmo? Falou e disse, Dumby, falou e disse!

– Existe todo tipo de coragem – disse Dumbledore sorrindo. – É preciso muita audácia para enfrentarmos os nossos inimigos, mas igual audácia para defendermos os nossos amigos. (página 261)

Mais uma pra extensa lista de citações do Dumbledore que eu amo, além de ser um clássico. Que velhinho mais maravilhoso!

Essas são, com certeza, minhas frases favoritas das favoritas! Eu poderia passar anos e anos escrevendo todas as partes que eu gosto, mas provavelmente seria o livro inteiro, afinal, Harry Potter foi o meu motivo pra começar a ler (mas essa é uma história pra outro post). E vocês? Concordam? Discordam? Tem frases favoritas, também? Chega mais pertinho e me contem as suas, eu vou adorar ouvir. Espero que gostem!

Beijinhos e até a próxima, xx

 

Anúncios

6 comentários sobre “[TRECHOS] Harry Potter e a Pedra Filosofal + comentários

    • Poxa, como assim? Tinha uma amiga na mesma situação, mas praticamente obriguei que ela começasse a saga e ela adorou. Você não vai se arrepender! Prometo! hahaha Não vai nem ver o tempo passar

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s